Open post

5 Motivos para Captar Recursos para o Seu Agronegócio em 2019

Atenta às tendências de Economia, Sociedade e Mercados, a Cabedal está cada vez mais próxima do segmento agropecuário e suas adjacências: o agronegócio – que inclui não só a produção agrícola e pecuária mas também as operações imobiliárias, infra-estruturais, tecnológicas e administrativas que sustentam o setor.

Neste post, vamos apontar 5 circunstâncias do cenário econômico atual que assinalam a necessidade urgente dos empresários do setor em captarem investimentos para seus negócios como forma de se manterem competitivos no mercado:

1. Expansão da demanda por produtos brasileiros no mercado internacional: como já falamos no post anterior, as barreiras alfandegárias entre os gigantes EUA e China devem fazer com que o interesse dos maiores mercados consumidores do planeta se concentrem em produtos em grande parte provenientes do Brasil – é possível, pois, que algumas safras encontrem o problema da “demanda reprimida” (mais demanda que oferta) e seus produtores precisem se antecipar ao problema e expandirem sua produção;

2. Atenção Governamental ao Setor Agrícola: livre de exigências político-partidárias, podemos esperar do atual Ministério da Agricultura, além de uma prometida “gestão técnica”, uma atitude muito mais proativa e efetiva quanto às demandas do setor. A traduzir-se em programas de auxílio governamental e linhas de crédito exclusivas para a produção agropecuária – uma alternativa de financiamento que não deve ser desperdiçada pelos produtores pois pode constituir uma janela breve de oportunidade;

3. Fortalecimento da Concorrência com o Norte e Nordeste do País: o governo atual, pela primeira vez em algumas décadas, está empenhado em resolver o grave problema das terras improdutivas da região nordeste do Brasil e deverá desenvolver programas de auxílio tecnológico aos produtores rurais locais além da liberação de linhas de crédito com custos significativamente subsidiados – o que deve representar uma ameaça interna aos produtores do sul, sudeste e centro-oeste que, para compensar, devem aprimorar seu desempenho através do (re)investimento em sua produção;

4. Necessidade de Equilíbrio Cambial e Financeiro: a maioria das safras atualmente disponíveis no mercado foram plantadas com dólar (e expectativa) próxima de 3,90 reais e deverá ser negociada com o dólar tendendo a 3,65 reais – o que demandará recursos para cobrir esse gap financeiro;

5. Necessidade de Diversificação: ante desfechos favoráveis ou desfavoráveis, a diversificação de portfólio é sempre uma boa ideia, garantindo a saúde de sua curva ABC e proteção contra a sazonalidade. No entanto, diante do realinhamento político brasileiro, há um forte indício de que alguns segmentos do mercado precisem receber atenção especial por parte de seus operadores. Observe, por exemplo, a aproximação entre Brasil e Israel que pode ameaçar a demanda pela carne brasileira no mercado árabe (seu principal mercado consumidor no mercado externo) – e deverá exigir novos esforços mercadológicos ou operacionais dos produtores do segmento;

Considere esses elementos para fazer uma análise SWOT do seu agronegócio para 2019.

Mas não se assuste!

Conte com a Cabedal para assessorá-lo em todas as etapas da obtenção de financiamentos e empréstimo para suas atividades no agronegócio.

Vamos tomar um café e conversar?

Open post

AGRISHOW 2019 – de 29/04 a 03/05 em Ribeirão Preto/SP

Se você ainda não conhece a Agrishow, essa é sua definção (segundo seu site):

A Agrishow é a maior feira de tecnologia agrícola do Brasil e uma das maiores do mundo. Ela reúne soluções para todos os tipos de culturas e tamanhos de propriedades, além de ser reconhecida como o palco dos lançamentos das principais tendências e inovações para o agronegócio.

São 25 anos de sucesso absoluto, reunindo mais de 800 marcas expositoras e mais de 150 mil visitantes qualificados em 520.000m2 de área, trazendo o que há de mais novo em tecnologia agrícola.

Se você atua ou pretende atuar no setor de agronegócios, sua presença na Agrishow 2019 é imprescindível: aquisição (e atualização) de conhecimentos, networking e oportunidades!

E sabe qual a grande novidade esse ano?

A Cabedal estará presente nos cinco dias da feira, com 12 consultores devidamente identificados e prontos para assessorá-lo na obtenção de seu financiamento para produção, custeio e comercialização agropecuária, equipamentos e tecnologias.

Visite a feira, selecione as soluções que melhor se adaptam às suas demandas e conte com a Cabedal para assessorá-lo na sua obtenção!

Open post

Agronegócio: perspectivas para 2019

Se você está envolvido com o agronegócio, de uma forma ou de outra está constantemente atento ao mercado mundial, não é verdade? Porque, assim como as bolsas de valores, o mercado agro é sensível a toda e qualquer variação econômica, social ou política de cenários – além, claro, das climáticas.

Se “o bater de asas de uma borboleta influencia tempestades”, o que podemos esperar das negociações entre EUA e China?

Vamos entender!

A abundância de mão de obra, a disponibilidade tecnológica, o crescente investimento em infra-estrutura e o câmbio (quase que maliciosamente) favorável do Yuan perante o dólar americano fazem da China o maior problema macroeconômico dos EUA atualmente. Os americanos preferem comprar produtos e insumos chineses (devido à diferença de preços) e produzir na China (devido aos custos reduzidos de operacionalização e manufatura) mas, infelizmente, não conseguem atingir o imenso mercado consumidor chinês – que, nos dias de hoje, parece ainda mais encantado com a Coréia do Sul.

Como resultado, os EUA perdem postos de trabalho, mercados consumidores, e, por consequência sua balança de pagamentos sofre nitidamente o efeito (da concorrência com os produtos provenientes da) China – que assola, igualmente, grande parte do mundo ocidental.

Como resolver isso? Donald Trump – seguindo suas promessas de campanha – impôs uma série de tributos sobre os produtos importados da China e, esta, por sua vez, vem respondendo na mesma moeda; promovendo, por fim, uma verdadeira guerra comercial entre os dois países, onde uma crescente tributação recíproca torna seus produtos economicamente inviáveis.

Quais os resultados desse desfecho para o Brasil?

Esse cenário, obviamente, implica significativa preferência para o produto brasileiro – tanto por parte dos chineses quanto por parte dos Estados Unidos!

Observe que, aproximadamente 35% das exportações brasileiras dirigem-se a esses dois países: China e EUA, cujos PIB devem aumentar, respectivamente, em 6,5% e 2,9%. Mas, o principal dado: suas preferências (de importação) deverão voltar-se ainda mais para o Brasil – que deverá, assim, aumentar o market share em relação aos concorrentes. Portanto, podemos apostar que o Brasil terá um crescimento no setor agro entre 3,5% – no pior dos cenários – e 14% – no melhor – para os próximos dois anos.

Não deixe sua empresa, projeto ou iniciativa de fora dessa oportunidade?

A Cabedal tem uma surpresa para o setor de agronegócios ainda para essa semana! Quer saber mais?

Acompanhe nosso blog!

Deixe sua opinião, compartilhe em suas redes sociais e inscreva-se na nossa página!

Open post

Você já sabe o que podemos fazer por você?

Quer uma resposta fácil e rápida? Podemos fazer você lucrar mais! E sem que você pague mais por isso.

Sim, se isso lhe parece bom demais para ser verdade, acostume-se: a Cabedal não é a única startup facilitando a vida das empresas em 2019 – confira nossa matéria sobre o assunto no Portal Terra e conheça outras empresas que podem fazer a diferença no seu negócio!

A Cabedal é uma consolidadora de soluções financeiras dedicada a assessorar seus clientes de forma personalizada, transparente e objetiva.

Conheça alguns dos nossos serviços:

  1. Redução de Impostos: melhore seu desempenho financeiro com nossos serviços de liquidação indireta de impostos federais (incluindo IRPJ, IPI, PIS, COFINS, CCSL e INSS) por meio de nossos ativos financeiros (já homologados na SRF) e obtenha descontos a partir de 20% sobre seus tributos com total segurança.
  2. Capital de Giro: quando sua empresa precisa de fôlego financeiro – seja para a manutenção de sua estrutura, pagamento de fornecedores ou renovação de estoques -, a expressão “capital de giro” volta à pauta do dia! A Cabedal abre acesso às principais linhas de Capital de Giro para a sua empresas: antecipação de recebíveis (inc. descontos de duplicatas), crédito com garantias, opções múltiplas no portfólio BNDES (inclusive com o desenvolvimento de projetos) e Fundos do Exterior – Agora com taxas de juros 0,85% para empresas!
  3. Financiamento: você enfrenta menos burocracia e reduz custos quando oferece garantia de imóvel ou veículo na obtenção de seu crédito para realização da compra de sua residência ou automóvel. Opte ainda pelo consórcio, a modalidade de compra baseada na união de pessoas – físicas ou jurídicas – em grupos, com a finalidade de formar poupança para a aquisição de bens móveis, imóveis ou serviços. A formação desses grupos é feita por uma Administradora de Consórcios autorizada pelo Banco Central.
  4. Blindagem Patrimonial: Planejamento financeiro internacional é a melhor maneira de garantir o padrão de vida da sua família no caso da sua ausência. Este produto tem objetivos complementares ao do seguro de vida tradicional: a sobrevivência e a formação de um fundo de reserva para o segurado e/ou sua família – a principal diferença é que a pessoa pode resgatar o valor acumulado em vida, “transformar” o valor em previdência privada, ou, ainda, fazer todo o acúmulo de valores em moeda estrangeira.
  5. Gestão de Benefícios: aquisição, gerenciamento e distribuição de benefícios (vale-transporte, cartão alimentação, cartão combustível e cartão refeição) – com controle sobre gastos e, no caso de vale-transporte a empresa poderá verificar a diminuição de custos por meio de análise de rota e transportes.
  6. Eficiência Energética: se despesas relacionadas ao consumo de energia elétrica impactam sua saúde financeira, a Cabedal está preparada para sanear até mesmo contas dessa natureza! Conheça também nossas atividades de análise, planejamento, implementação e gestão da eficiência energética.

Quer saber mais? Contate-nos!

Open post

Empréstimo: Como saber se minha empresa precisa de um?

Grandes ou pequenos, uma significativas parcela de empresários e empreendedores sentem ainda um certo desconforto com o termo “empréstimo” (e “financiamento”) e, consequentemente, evitam culturalmente o crédito empresarial.

Mas, você sabia que existem momentos em que injetar recursos em seu negócio significa aumentar os lucros de modo significativo?

Tal medida pode representar tanto uma estratégia “defensiva” – em que a empresa busca manter sua posição de mercado frente a concorrência e alterações naturais de cenário -, quanto “ofensiva”, quando a empresa busca otimizar sua dinâmica, melhorar seu desempenho ou aumentar seu market share antecipando-se aos seus pares.

Apontamos, dessa forma, 7 situações que justificam a tomada de empréstimo por parte do empresário:

  1. Pesquisa e Desenvolvimento: a sociedade e os recursos tecnológicos mudaram e seu produto ou serviço precisa acompanhar as tendências e “evoluir” – investimentos em P&D costumam ser altos, envolvendo pesquisas de mercado, análises e intervenções científicas de alto custo, sourcing e rearranjos operacionais.
  2. Expansão da Capacidade Produtiva: com ou sem incrementos qualitativos no produto, sua empresa deseja aumentar sua produção por diversas razões – melhoria de desempenho, otimização da estrutura, demanda reprimida etc. – são investimentos que incluem reformas estruturais, aquisição de equipamentos, contratação de mão-de-obra e treinamentos.
  3. Expansão Mercadológica: sua empresa produz com desempenho e qualidade satisfatórios mas seus estoques são o problema. Você precisa expandir seus mercados através do aumento da força de vendas, dos canais de distribuição, exportação ou modelos de acesso.
  4. Investimentos em Marketing: sua empresa mantém um bom desempenho (quantitativo e qualitativo) até uma concorrente aparecer com mais fôlego financeiro para investir na visibilidade da marca – seus clientes migram para a concorrência e você precisará se reposicionar no mercado para manter o market share. Necessitará, nesse caso de profissionais de marketing e de campanhas assertivas para atender à sua demanda.
  5. Crescimento Acelerado: sua campanha de marketing foi um sucesso e sua demanda está maior que sua capacidade de atendimento – retornamos à questão da “demanda reprimida”. Você precisará de mais funcionários, mais tecnologia, mais estrutura.
  6. Consultoria Administrativa (jurídico-financeiro-contábil): sua empresa aumenta as vendas, aumenta a produção, mas não parece estar lucrando mais? Você precisa de rever seus resultados, custos, despesas, estratégias tributárias e desempenho operacional.
  7. Otimização e Diversificação de Portfólio: lembra daquela diretriz “em time que está ganhando não se mexe”? Isso não se aplica à gestão! Mesmo quando sua empresa estiver indo muito bem, procure otimizar sua curva ABC, seu fluxo de caixa e suas atividades operacionais – o que chamamos de “kaizen” (a melhora contínua) – e considere diversificar seu portfólio com novos produtos e serviços, como forma de proteger sua empresa das eventuais intempéries do mercado.

Segundo pesquisa do SEBRAE, existem ainda outras razões pelas quais as empresas solicitam crédito.

Seja qual for a sua necessidade… Conte com a Cabedal para orientá-lo!

Open post

Crescimento em 2020: 2,80%! Faça a sua parte!

Após quase cinco anos de recessão, 2019 apresenta esperanças significativamente concretas à economia brasileira. Segundo o Boletim Focus, as expectativas de crescimento (do PIB) são de 2,28% para 2019 e 2,80% para 2020.

No entanto, para melhor assinalar a recuperação da economia nacional, o Banco Central apresenta variações positivas em uma métrica muito mais impactante para o empresariado brasileiro: o saldo das operações de crédito (a empresas), que, pela primeira vez em três anos, vem registrando valores superiores aos de dezembro de 2015 ‒ demonstrando novo fôlego ao setor privado e, consequentemente, uma lenta porém efetiva recuperação da economia.

Essa expansão no crédito empresarial, todavia, ainda não se manifesta acessível a todos. Em pesquisa realizada pelo SEBRAE (agosto/2018), apenas 14% dos 6000 empresários entrevistados afirmou ter obtido empréstimo nos últimos 6 meses para o financiamento de seus negócios ‒ o menor percentual desde 2015.

Segundo a opinião dos entrevistados, os principais motivos seriam:

taxas de juros muito altas (47%)
falta de avalistas ou garantias (36%)
falta de documentação (22%).

À dificuldade na obtenção de empréstimo e financiamento para empresas – principalmente para as micro e pequenas – soma-se ainda a usual incapacidade técnica de seus gestores em identificar as reais carências na organização por aportes externos.

Segundo Jack Feliciano, ex-diretor do Programa de Pré-Aceleração de Startups da ONG InFolk no Brasil, “a maior parte dos empreendedores são especialistas no produto ou serviço com o qual pretendem operar no mercado e reúnem muito pouca – quando alguma – competência na área de gestão (…) Isso justifica a falência recorrente de ideias promissoras cujos gestores não conseguem conduzir suas iniciativas e não permitem que gestores técnicos o façam”.

A Cabedal se propõe a solucionar exatamente essas dores.

Quando acionada – usualmente quando o gestor sente a necessidade de recursos externos -, a Cabedal reúne corpo técnico especializado na identificação das necessidades pontuais da empresa: desde a correção de custos e despesas estruturais (tais como a otimização do uso de energia elétrica), a redução de tributos e o ajuste de gargalos produtivos até demandas e investimentos administrativos e operacionais que mais proficuamente impactam o desempenho organizacional.

Não obstante, a equipe assessora seus clientes na seleção das melhores linhas de financiamento atualmente disponíveis no mercado, no desenvolvimento de seu projeto de captação de fundos e análise documental e, até mesmo, na aplicação racional dos recursos obtidos.

Experimente um novo modelo de assessoria financeira!

Open post

Sua empresa precisa CRESCER! AGORA! Vamos dar um jeito nisso?

Ah, você ainda não sabe por quê? Nós te convidamos a acompanhar o vídeo de Haroldo Torres, do excelente canal EconomicaMENTE!

Muitas são as perspectivas para o cenário econômico 2019! Novo governo, novas iniciativas e uma certeza: economia ACONTECENDO!

Sim, o mercado consumidor e seus colegas empreendedores estarão, mais do que nunca, agitados. Para os mais conservadores, 2019 será um ano de ajustes e crescimento baixo. Para os mais otimistas, 2019, será uma grande black friday!

Mas estaremos crescendo… e, talvez, pela primeira vez, nesses quinhentos e poucos anos, com genuíno interesse em crescer.

Então, vamos crescer juntos?

Você não quer ver seus concorrentes surfando a nova economia enquanto você os avista da praia, quer?

Mantenha-se atento às novidades da Cabedal! Estamos certos de que podemos ajudá-lo a viabilizar seus projetos de crescimento, obter empréstimos financeiros com os menores custos, reduzir sua carga tributária e desenvolver estratégias financeiras que vão revolucionar sua empresa!

Saia na frente!

E não se esqueça de se inscrever no Canal EconomicaMENTE… afinal, informação é tudo!

Open post

Chegou a hora! Porque esse é o momento de expandir…

Ok, vamos provar com poucos argumentos que, sim, você deveria, agora, rever seu plano de expansão (empreendimentos, abrir sua startup, abrir novas vagas de emprego, investimento), chamar seu contador e a equipe Cabedal – claro! – e se preparar para, no mínimo, crescer 30% nos próximos 3 anos. No mínimo!

Mas como? E por que?
Ante tantas incertezas?

Incertezas?

Em primeiro lugar, cuidado com os “economistas de esquerda”! Lembre-se que a maioria dos jornalistas não exatamente afiniza com o governo atual. Se você quer previsões conservadoras siga o próprio Paulo Guedes, sua carreira passa pela Universidade de Chicago e pelo IBMEC (conhecidos por suas “rédeas puxadas”) e as perspectivas do próprio governo serão normalmente mornas ao seu ver.

A maioria dos leitores não conhece Kondratiev, Kuznets ou Juglar, mas, para quem estuda cenários econômicos, esses teóricos fazem muita diferença: suas teorias (“curvas” de retração e crescimento) mostram que estamos prestes a entrar em um novo ciclo de crescimento próximo de 2020. Talvez você tenha lido “O Ponto de Mutação” (Fritjof Capra), que aponta a ciclicidade dos eventos históricas… é exatamente isso.

Se olharmos para o cenário internacional, como em meados da década de 2000, vamos observar que a incerteza é maior lá fora. Afinal de contas, o principal motivo de o Brasil ter “crescido” durante os últimos 20 anos foi o fato de termos tido uma crise de incerteza no exterior. Estamos prenunciando a mesma incerteza… embora por outros motivos: o eixo econômico-social do mundo está se reequilibrando com um novo mega-dealer, a China.

A China já está em Hollywood, dita tendências de moda e exporta até design. Rapidamente ela pareou com os EUA durante a última década e, hoje, é o novo grande investidor mundial… com centenas de startups bilionárias e o maior mercado consumidor do mundo.

Lembre-se ainda que o mercado interno chinês é imenso – como o é o da Índia, igualmente – e muito menos vulnerável as intempéries mundiais que acometem muito mais agressivamente mercados como o norte-americano e europeu.

Assim, com a Europa letárgica e os EUA sofrendo a resistência a Trump (além de negociações instáveis com a China), aguarde muitos investimentos no Brasil… inclusive dos ávidos chineses. E esteja pronto pra isso!

Em 2020 teremos um mercado consumidor muito ativo (lembram do efeito da liberação do FGTS?) e confiante, concorrentes preparados, economia “bombando” e moeda estável!

Você vai ficar de fora?

Open post

Sua empresa tem dinheiro… e você não sabe!

Com cenário econômico estável, perspectivas sólidas de crescimento (com a sobreposição de várias curvas de expansão a partir de 2020) e mercado e investidores sedentos, o que está faltando para sua empresa investir em si mesma?

Podemos falar em aumento de capacidade produtiva, com a compra de equipamentos e tecnologia, contratação de mão de obra, treinamentos, consultoria ou mesmo a abertura de nova unidades produtivas. Ou em diversificação de portfólio, com pesquisa e desenvolvimento, sourcing, estabelecimento de novas cadeias logísticas (supply-chain) e definição de mercados. Sua empresa poderia, ainda, empreender a abertura de novos mercados, exportando, implementando programas de certificação e qualidade, expandindo ou treinando sua força de vendas. Enfim!

Suas opções são inúmeras. Mas, onde seus planos encontram obstáculo?

Sim, dinheiro! Absolutamente todo o projeto que você se dispuser a implantar em sua empresa exigirá recursos financeiros para sustentá-los – sejam eles quais forem. E, sabemos, esse é um problema recorrente! Não é?

Mas, espere! Sua empresa JÁ tem esses recursos… e talvez você não saiba!

Calma! O problema não é seu sócio, gerente, operador de caixa… não existe alguém levando o que não deve da sua contabilidade – pelo menos, não que a gente saiba!

O problema é apenas que você desconhece todas as linhas de crédito disponibilizadas pelo mercado – incluindo múltiplas opções privadas e governamentais em programas de incentivo a custos reduzidos -, não se dispõe a selecionar as melhores opções (ou justificadamente não reúne as competências técnicas necessárias à tarefa) e imagina que viabilizar a obtenção desses recursos é algo impossível.

Não é!

Linhas de crédito para os mais diversos fins estão aguardando você e sua empresa – só entre os bancos de desenvolvimento (como BRDE, BASA e BNDES) são mais de 50 alternativas!

Lembre-se que, na atual conjuntura econômica do país, “crescer” é mais que uma reação empresarial ao mercado e às suas oportunidades, é um dever cívico do empreendedor: sua contribuição à economia nacional e à sociedade.

Faça sua empresa crescer!

Se seu faturamento é superior a 300.000BRL (anuais) e você procura aportes a partir de 500.000BRL, a Cabedal pode ajudá-lo!

A Cabedal pode atuar desde a otimização de sua estrutura financeiro-contábil até o assessoramento no desenvolvimento de projetos de captação de recursos junto às mais diversas entidades creditícias.

O que você acha de tomarmos um café…

E descobrirmos juntos o dinheiro que você já tem – e não sabia?!

Open post

Quando o dinheiro é SIM o problema!

Nunca esqueci de um trecho do filme “Alguém para Dividir Os Sonhos” (1993), onde Jerry (Danny Glover) explica a Matthew (Matt Dillon) como uma sequência sútil de eventos conduziu-no à falência: “um dia um fornecedor atrasa uma entrega, você perde um cliente e então outro…”

E não é algo assim realmente?

Provavelmente você não está morando em um albergue para desabrigados mas, talvez, você tenha passado por situações assim.

Por falta de crédito, você perde fornecedores, sofre multas contratuais, perde clientes, demite funcionários e vai à falência. São sutilezas do fluxo de caixa: seus clientes e fornecedores não estão em sincronia, sua curva ABC tem picos, as demonstrações contábeis apresentam despesas desnecessárias e retiradas mensais que não contemplam provisões para “rainy days”. Seu capital de giro é baixo e seu re-investimento é nulo.

Existe uma grande probabilidade de o mercado atropelar o sucesso do seu negócio!

Porque mesmo empresas com razoável solidez vão à falência por não serem capazes de se adequarem a novos cenários econômicos, sociais ou mesmo políticos – basta uma pequena retrospectiva da dinâmica das grandes empresas de serviço, indústrias ou varejo das décadas de 70, 80 e 90: em sua grande maioria foram suplantadas por rivais mais aptas.

É, portanto, mister que o empresário não só consiga antever esses cenários como ainda disponha de recursos para arcar com quebras de caixa e dificuldades de fluxo (capital de giro), suportar incidentes de múltiplas naturezas (provisões) e intervir na eventual estagnação de suas operações (inovação) – esteja certo de que sempre haverão concorrentes mais aparatados em cada um desses segmentos.

Ou, como o assinala Jerry, de “Alguém para Dividir Os Sonhos”, você está no caminho da falência: por sutilezas na sua saúde financeira (problemas de “gerência”) ou por distração com relação ao mercado em que você atua (problemas de “direção”).

Observe que, com um motorista razoável e sem um mecânico, um automóvel pode percorrer dezenas de milhares de quilômetros em condições normais. Mas, não tente enfrentar um rally sem um excelente motorista e um mecânico fenomenal: seu insucesso é certo!

Em uma competição com esse nível de exigência, você tem um terreno inóspito à sua frente e uma concorrência feroz.

O mesmo se aplica à sua empresa e ao mercado: é necessário um gerente (o mecânico) – observando as demandas internas de sua estrutura operacional – e um diretor (o motorista) atento ao mercado… se um dos dois falhar, sua empresa falha!

Prepare-se, pois, com excelência na gerência e na direção. Isso é essencial…

Mas, não deixe faltar o principal ao seu “veículo”: o dinheiro!

Fale com a Cabedal … vamos prevenir esses problemas?

Posts navigation

1 2